02 março 2008

drama




Sempre tem gente chegando e saindo e aqui dentro não há mais espaço pra você. Por mais que um dia tenha sido, agora não sei nem mais como é o seu cheiro, menos ainda como é você hoje. É um mural do passado que eu ostento. É um corpo nú que há tempos se mostra mais do que vestido pra mim, pra não dizer inexistente.

Tem um preço pra isso, eu sei, tudo tem. Mas agora foi paga a última parcela e não estou interessado em nenhuma forma de garantia.

1 co-mentários:

« grands ¥eux disse...

por isso que eu não compro nada a prestação. caem os dedos, ficam os anéis (e as dívidas cruéis).

tudo à vista. tudo às claras. pá-pum!
porque é melhor assim. this way.

:*

Blogged.com