07 novembro 2010

Re-sabios Entre-tidos

Ele ri e sabia
Um tanto quanto ressabiado
Que não fazia nada demais
A não ser saber
O que não se devia fazer

Era em torno desse adorno
Aquele que melhor cabia
Sem arredores, sem contornos
Que ele, entre uns e outros, tinha
A manha que à entretia

Mas o melhor de tudo
Não era o que estava por vir
Nem que era passado, ou esperado
Era que ela, sabendo de seu ressabio
Não sentia
O vazio do presente desesperado
E que realmente se entretia.

Blogged.com