27 março 2011

Rascunho

Ele rabisca, nós rabiscamos e eu rabisco. A forma não tem tanta importância. Importante é colocar no papel, é sair das ideias, é correr da ponta do iceberg até o fundo do oceano, é sair pra ganhar vida.

A hora que você poe em prática é como se o mundo pudesse presenciar, perceber que você está ali. Não tem muita importância, não é importante até que você ponha em prática. Talvez você tenha medo de rabiscar, por não ser ainda perfeito, mas isso é controverso. Rabisque, rascunhe, tire essa coisa da sua cabeça e coloque no mundo, ou quem sabe, coloque na cabeça de outro. Não seja egoísta, o que as vezes pode lhe parecer louco, impossível, nada a ver, talvez já tenha sido muito visto, feito e quem sabe, seja passado. Só não foi lhe passado.

22 março 2011

À distância.

Como anjo você me acordou
Me acordou pra dizer adeus, e bateu asas
Nua, assim como veio assim se foi
Levando meu coração, minha calma
Alma eu ainda tenho, só não sei mais como é agora
Agora que tenho que procurar uma parede que for
Um pedaço de papel, de contas pra pagar
Pra de alguma forma registrar, o que ainda aqui ficou
Ainda arde em mim o nosso fogo
Mas agora parece grande demais pra uma pessoa só
Chego a suar sem saber o que acontece
Preciso escrever, pois não posso mais te beijar
Preciso apagar, pois não posso mais te afagar
Preciso me exercitar, porque amor, ainda estou no mesmo lugar.

15 março 2011

Desconforto

Nenhuma posição estava satisfazendo
Virava de um lado pro outro
Pensava em coisas antes proibidas
Era carregado contra sua vontade
Se viu correndo quando queria continuar andando
Sentia pressa, mas também sentia que não queria sair daquela posição confortável
Água fria
Vontade, alívio e um pouco de solidão
Volta pra casa
Estende os braços
(Pra ninguém)
Pega um caderno
Escreve e depois apaga.

Blogged.com