07 novembro 2013

Falta tempo

O encontro de dois errantes acontece no desencontro. Desencontro da realidade esperada versus a realidade projetada.
O desencontro, bom, ele não acontece, ele desacontece. Ele é fruto de um momento que não vai acontecer, ele se vai. Vai pra onde não se encontra mais, vai pra quem e pra onde não se sente a falta, vai sem rumo, sem ser lembrado, porque nunca existiu.
Ele precisa de tempo, tempo pra voltar atrás e corrigir o encontro que não aconteceu e acontecer.
Acontece que hoje ninguém tem esse tempo, e ao mesmo tempo, tem muito tempo pra perder. Perdem inúmeros momentos desencontrados. A perda é sempre maior que o ganho, e quando ganha, momento raro, perde a chance de celebrá-lo, pois estes não têm tempo pra celebrar... devem ter só tempo a perder, esse sim deve valer a pena.
Uma pena, porque quanto mais tempo se tem, mais tempo se pode perder, e quanto mais tempo se perde, menos tempo se tem.
Os paradoxos foram criados para serem questionados, auditados e por fim, deixados de lado por não fazerem parte (ou lógica) na realidade existente no momento.
Quando um encontro acontece ele precisa ser ao mesmo momento... e quando falta tempo? Há desecontros. Mas "ser ao mesmo momento" é relativo.
Então seja a referência.

Blogged.com