01 setembro 2007

Pensamento Diminuto, conversa fora



Cada vez mais curtos estão meus versos
Da reciclagem cruel e egoísta
Pensamento de minutos
Versos diminutos
Se esvaindo
Indo...

Força!
- "Você consegue!
- Talvez com mais palavras"
Deixando mais ralo o significado
E menos claro o que são essas amarras

Acho
E logo perco
A chave desse berço
De novos textos e versos
Que não chegam a um terço
Dos sentimentos velhos
Antigos relhos
Sem cor
Dor

Me deixa
Quero tentar
Há tanto pra errar
E ao menos eu vou saber
Que se daqui não passar até o inferno vou rimar e nenhuma vírgula vou botar ou verso vou pular

2 co-mentários:

Leo disse...

lindo!!
literária, visual e artisticamente!
incrivel e belamente feito e expressado

resumindo? paguei um pau!!!

Fabiane disse...

Olá Murilinho...
Não sabia que você escrevi poemas... são lindos... revelam uma grande sensibilidade... num mundo não mais tão tão sensível isso é muito bom!!! A cada dia me surpreendo mais com você... Já pensou em publicar suas poesias? Pense nisso... as pessoas, por mais que não percebam, precisam dessa arte pra sobreviver!!!
Beijos.

Blogged.com