27 setembro 2007

Liberdade



Eu nem sei por onde começar agora
(As vezes me pergunto se um dia eu soube)
Tento escolher, mas alguma coisa atrapalha
Não sei se foi eu quem ajudou pra que isso fosse assim

São tantas opções que eu me perco
E se acho, fico em dúvida de optar
Será que a vida é isso?
Bom, pelo menos se não for ainda não sei como é

Me parece que estou preso
Mas o mais engraçado, me sinto livre
E agora mesmo eu me pergunto
Eu optei por isso?

Liberdade é poder escolher
Poder escolher em que prisão queremos ficar
(Isso sim é um grande paradoxo)
E se no final não fosse escolha
Ainda há liberdade.
------------------------------------------
26/03/2007.

1 co-mentários:

Francine disse...

eita Mu,primeiro, amei a foto! depois, o poema simplesmente fantástico.. tantas vezes ja me senti livremente presa...

Blogged.com