06 janeiro 2011

Afagocitose

Eu não lhe dou garantias, lhe dou riscos, rabiscos… nada de um papel em branco. Não cabe só à você, cabe à mim também permitir que os seus contornos se encontrem com os meus.


O mito que eu vá lhe fazer melhor é uma praga. Omito que eu possa lhe fazer melhor, só pra mostrar que na verdade é você quem o faz através de mim, com a sua permissão.


Vide a bula, talvez ela lhe mostre os riscos. Vire a cara, talvez assim você não veja e fique mais bonita de perfil, numa foto estática em preto e branco. O que foi feito pra ser apreciado não pode ser tocado, quem sabe trocado?


Uma falsa promessa é as vezes tudo que a gente precisa. Não precisamos que ela seja cumprida e nem mesmo justificada. A sua simples existência gera a sensação desejada e nada mais. E o que a gente espera mais do que a sensação? Diria um ingênuo que seria a realidade. Pois então eu lhe perguntaria: e como você toma conhecimento dela?

0 co-mentários:

Blogged.com