27 março 2009

Metadentro


Música alta nos fones de ouvido - começo a andar.
Minha vida parece ser um clipe infinto que só cessa quanto aperto o pause do tocador - aumento o volume.
O silêncio interrompe de uma faixa pra outra - atravesso a rua.
Um show visual que insiste em me tirar do meu mundo - mudo de faixa.
Volto pra casa e a única coisa que me acompanha hoje é a minha incerteza e o desejo de ser surpreendido pela música do meu celular me chamando pra sair - tiro a roupa.
Entrego meus desejos e anseios à água quente do chuveiro - deixo o rádio ligado.
Seco meus sonhos, escovo meus dentes e durmo... sem música.

3 co-mentários:

Larissa Alfonsi disse...

oiii... sou a larissa, do cursão...
nem sei se vc vai lembrar de mim e nem sei, na verdade como vim parar aqui no seu blog... rs... estava olhando o pessoal da nossa turma e tal, entrei no seu orkut e vi seu blog... curti muito suas poesias... seu blog, em geral, mesmo não tendo lido mta coisa aqui ainda... =)
bom... é isso... bom saber que tem um lugar bacana e bonito por aqui, cheio de sintomas de vida... cheio de palavras que não morreram na garganta da inspiração...

bjão.

Francine Ribeiro disse...

Palmas!!!
gostei muito, Mu!

Dinha GMafra disse...

Que lindo Mu!
Nossa... você nem deve lembrar de mim.
Chat group TM, hahahah.

Seu blogspot tá no meu favoritos do Mozilla há teeeempos, e hoje vim aqui de novo.

Vou te linkar no meu blogspot, escrevinhaDinhas, ceerto?

Beeijos!

Blogged.com