30 dezembro 2011

Elementar


Faltavam aqueles olhos a te observar
Segurar cada pedaço de céu seu caido no mar
Virar o barco e te afogar
Ter de novo um lugar reservado pro seu par

Era de olhos bem abertos que ela se perguntava
Se de novo aquele caminho de antes veria sua amada
Era com o medo, e com a falta que o fogo se alimentava
Hoje a noite seria de calor... e amor

Pare pra pensar e você irá vê-la flutuar... de longe
Não pense e estará como ela, solta no ar
O que é ela eu não sei
Mas me faz respirar

1 co-mentários:

Sandra Santos disse...

Murilo,

Esse texto não me passou nada, apesar de sua escrita ser magnífica, me deixou a desejar, acho que o fato de ser um texto voltado para algum sentimento teu, não me passou verdade...faltou algo!!!

Blogged.com