06 maio 2009

Campo-divisão


Aos 10 anos ele sabia o que queria
Sabia que ia crescer
Sabia o que ia fazer
...As vezes não queria saber

Foi se auto-consultando
de cima do telhado
Investigando as estrelas
uma a uma, lado a lado
que ele viu de uma só vez
o que antes não tinha olhado
diante da sua tez
seu destino mal criado

Mal criado coletivo
do montante ativo
incolor massificado
carne de gado

Se já com essa idade
de longe o mais sabido
de perto mais um perdido
solto na cidade

Viva! "de agora em diante..."
"assim é que se faz!"
"daqui pra frente..."
"é agora ou nunca mais"

1 co-mentários:

Marina disse...

Até hoje, não sei o que quero. Sou, de longe, parecida com milhares de pessoas.

Blogged.com