27 novembro 2008

A Corda



Sem que se desse conta
ele pôs-se a contar...
tem quem lhe desse corda
desde a hora de acordar

De noite e de dia
colava no encarte
tinha medo da vizinha
tudo era arte

Um era de lua
Outro era de marte
Amigos de rua
vindos de toda parte

Foi passando
Foi passado
o futuro
papo furado

Tinha tempo
agora é gastado
caso fosse franco
teria gostado

A vida te furta
O laço é forte
A corda é curta
A missão, cumprida

0 co-mentários:

Blogged.com